segunda-feira, 6 de maio de 2013

Prorrogação da data de recebimento de textos para coletâneas (Ed. Andross)


   A Andross Editora, atendendo a pedidos de vários escritores, prorrogou  para 31 de maio a data limite para submissão de textos para avaliação e possível publicação em diversas coletâneas literárias, a serem lançadas na 3ª edição do evento Livros em Pauta, que acontecerá em 19 de outubro de 2013, em São Paulo. Qualquer pessoa pode escrever um texto e enviá-lo para avaliação, para tanto, deve acessar o site da editora: www.andross.com.br


Veja abaixo as atuais seleções:

AMORES (IM)POSSÍVEIS
CONTOS DE AMOR
ORGANIZAÇÃO:  Leandro Schulai
SINOPSE: Todos procuram um amor. Todos mesmo. Até os vilões, afinal, não existe amor ruim. Mas será que todos os amores são possíveis? Amores (im)possíveis traz a essência do amor em diversos contos, que retratam a alegria da conquista, o desespero da perda, o prazer em ser correspondido, a angústia em ser rejeitado... Afinal, existe sentimento mais controverso do que o amor?



MASCOTES
CONTOS SOBRE CÃES, GATOS E OUTROS ANIMAIS DE ESTIMAÇÃO
ORGANIZAÇÃO:  Walter Tierno
SINOPSE: Faz pouco mais de dez mil anos que algum sujeito olhou para um lobo cinzento e pensou que seria uma boa ideia fazer amizade. Passou mais um tempinho e um outro pensou o mesmo ao ver um felino selvagem. Os anos foram se passando e a ideia se repetiu ao redor do mundo, com animais diferentes. Hoje, convivemos, protegemos e amamos esses camaradas como se fossem membros legítimos de nossas famílias. E quem pode dizer que não o são? Mascotes reúne contos ora engraçados, ora tristes, mas sempre emocionantes sobre esses milenares companheiros, quer estejam cobertos por pelos, escamas ou penas.

LIVRE PARA VOAR
CONTOS E CRÔNICAS COM TEMÁTICA LIVRE
ORGANIZAÇÃO:  Helena Gomes
SINOPSE: Escrever é soltar as amarras que prendem a criatividade. Palavras escritas em uma folha de papel tornam-se cada vez mais leves e flutuam até ganharem o céu, rumo ao infinito. E aqueles que têm a ousadia de compor histórias com a liberdade que a literatura lhes permite nunca terão suas mentes encarceradas. Serão sempre livres para voar.



MENTES INQUIETAS
CONTOS SOBRENATURAIS, DE SUSPENSE E DE TERROR
ORGANIZAÇÃO:  Alfer Medeiros
SINOPSE: Mary Shelley tinha pesadelos com a ideia de ressuscitar mortos... Lovecraft sentia-se perseguido por entidades anti-humanas... Edgar Allan Poe era fascinado por felinos e pássaros negros... As melhores histórias sobrenaturais, de suspense e de terror de todos os tempos surgiram das mentes mais inquietas que a literatura universal já conheceu. Agora, uma nova safra de escritores impõe ao papel toda a angústia de suas mentes, em tramas que mesclam o fantástico à loucura, o possível ao inimaginável, a penumbra ao medo... Se é horror que você procura, veio ao lugar certo: o subconsciente humano.

SONHOS LÚCIDOS
CONTOS FANTÁSTICOS
ORGANIZAÇÃO:  Alex Mir
SINOPSE:  De onde tiram as ideias para suas obras os escritores de fantasia, horror e ficção científica? Têm eles mentes criativas ou simplesmente sonham acordados? Nas páginas deste livro, o inimaginável ganha formas insólitas, capazes de maravilhar até mesmo o leitor mais incrédulo.”.





O SEGREDO DA CRISÁLIDA
VOLUME III - ANTOLOGIA DE POEMAS
ORGANIZAÇÃO: Guaraciaba Micheletti
SINOPSE: A influência que cada palavra exerce no fazer poético é a chave para o alcance do sentimento. A cadência de sons envolve, transforma, intensifica. Traz para fora o íntimo individual. E é aí que o segredo se revela.





BOLEIROS
CONTOS SOBRE FUTEBOL
ORGANIZAÇÃO:  Alex Mir
SINOPSE: E a partida tem início! Uma seleção brasileira de escritores entra em campo para contar ao leitor tudo o que acontece dentro das quatro linhas e fora delas. Times campeões, grandes fracassos, artilheiros intrépidos, grandes viradas e jogos emocionantes. Lute por seu ingresso e garanta seu lugar, pois, como dito pelo radialista Benjamin Wright, “o futebol é uma caixinha de surpresas”.

terça-feira, 30 de abril de 2013

De Bem Com o Espelho (Ed. Belas-Letras)



Você vai se sentir linda depois de seguir as dicas de maquiagem da blogueira que conquistou milhões de admiradoras com seus vídeos na internet. Alice Salazar ensina como ficar com uma pele encantadora e olhos radiantes mesmo depois de um dia de trabalho daqueles – ou até mesmo depois de um fora na balada. A mulher madura também tem vez neste livro e aprenderá como valorizar seus anos a mais sem perder a classe e o charme da idade. Para o rosto de boneca das mais novinhas, pequenas pinceladas carregadas de glamour darão um brilho especial para arrasar em qualquer ocasião. Carregue esta bíblia da beleza sempre com você e nunca fique de mal com o espelho. 



ü  Saiba como aplicar a sombra que cai bem em qualquer ocasião.

ü  Encontre o seu formato de olhos e a melhor técnica para realçá-los.

ü  Descubra dicas para noivas, madrinhas, convidadas e aniversariantes combinarem maquiagem e roupa.

ü  Aprenda os truques infalíveis para diminuir nariz, queixo e testa.




Título: De Bem Com o Espelho
Autora: Alice Salazar
ISBN: 
9788560174980
Número de páginas: 230
Preço: R$ 39,90



A Autora
Alice Salazar nasceu em agosto de 1983, em Porto Alegre. Aprendeu a maquiar com sua mãe, a também maquiadora e designer de sobrancelhas Margarete Salazar. Em 2007, resolveu dedicar-se à carreira de maquiadora e frequentou cursos no Instituto Embelleze e no SENAC. No mesmo ano, interrompeu o curso superior em Design e ingressou em Estética e Cosmética na Universidade Luterana do Brasil (Ulbra). Trabalhou como maquiadora do Grupo RBS, por quatro anos. Em 2010, foi convidada pelo Grupo RBS a criar um blog sobre maquiagem – o Espelho Meu. Cursou a Escola de Maquiagem Make Up Forever, no Atelier Make-Up Paris, na França, e na Escola da Kryolan, na Argentina.

segunda-feira, 22 de abril de 2013

Editora recebe contos fantásticos para publicação em coletânea literária (Participe!)

Até 30 de abril, a Andross Editora estará recebendo contos fantásticos de novos escritores para publicação no livro 
“Sonhos Lúcidos”.

Não é de hoje que o ser humano busca fugir de sua realidade pacata para mundos existentes somente em sua imaginação. Pois agora novos escritores poderão contar histórias fantásticas, vividas dentro de suas mentes. A Andross Editora está recebendo contos de escritores em início de carreira para publicação no livro “Sonhos Lúcidos", a ser lançado em outubro de 2013, no evento Livros em Pauta, em São Paulo. 


Nossa intenção é publicar os mais diversos tipos de histórias fantásticas”, diz o escritor Alex Mir, organizador do livro. 


Qualquer pessoa pode participar. Basta acessar o site www.andross.com.br, ler o regulamento de participação e submeter seu texto à avaliação. As inscrições vão até 30 de abril de 2013. 


SINOPSE: "De onde tiram as ideias para suas obras os escritores de fantasia, horror e ficção científica? Têm eles mentes criativas ou simplesmente sonham acordados? Nas páginas deste livro, o inimaginável ganha formas insólitas, capazes de maravilhar até mesmo o leitor mais incrédulo.” 

SERVIÇO:
Livro: “Sonhos Lúcidos – Contos Fantásticos”
Organização: Alex Mir
Envio do texto: até 30/04/2013
Lançamento: 10/2013 (no evento Livros em Pauta)
Regulamento: no site www.andross.com.br
Realização: Andross Editora

segunda-feira, 8 de abril de 2013

NOVA ANTOLOGIA: "MASCOTES" - Envie seu conto sobre animais de estimação e participe! (Ed. Andross)


Até 30 de abril, a Andross Editora estará recebendo contos 
sobre animais de estimação de novos escritores para publicação no livro 
“MASCOTES”.


Não há mau humor que resista ao olhar carinhoso de um cão ou a um roçar de pêlos de um gato. Animais de estimação são companheiros inseparáveis de todo mundo, inclusive dos escritores. Pois agora novos autores poderão homenagear seus bichinhos e contar suas histórias incríveis. A Andross Editora está recebendo contos de escritores em início de carreira para publicação no livro “Mascotes - Contos de cães, gatos e outros animais de estimação", a ser lançado em outubro de 2013, no evento Livros em Pauta, em São Paulo.

Walter Tierno (organizador do livro)
Não há restrição em relação ao bicho protagonista do conto”, diz o escritor Walter Tierno, organizador do livro. "Contanto que seja um animal de estimação, vale qualquer um, até baleia!", brinca

Qualquer pessoa pode participar. Basta acessar o site www.andross.com.br, ler o regulamento de participação e submeter seu texto à avaliação. As inscrições vão até 30 de abril de 2013. 


SINOPSE: "Faz pouco mais de dez mil anos que algum sujeito olhou para um lobo cinzento e pensou que seria uma boa ideia fazer amizade. Passou mais um tempinho e um outro pensou o mesmo ao ver um felino selvagem. Os anos foram se passando e a ideia foi repetiu ao redor do mundo, com animais diferentes. Hoje, convivemos, protegemos e amamos esses camaradas como se fossem membros legítimos de nossas famílias. E quem pode dizer que não o são? Mascotes reúne contos ora engraçados, ora tristes, mas sempre emocionantes sobre esses milenares companheiros, quer estejam cobertos por pelos, escamas ou penas.” 

SERVIÇO:
Livro: “Mascotes - Contos de cães, gatos e outros animais de estimação
Organização: Walter Tierno
Envio do texto: até 30/04/2013
Lançamento: 10/2013 (no evento Livros em Pauta)
Regulamento: no site www.andross.com.br
Realização: Andross Editora

terça-feira, 2 de abril de 2013

Animais em Movimento


    A data comemorativa, criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) desde de 2007, visa conscientizar as pessoas acerca desta síndrome que, segundo pesquisas elaboradas por especialistas, atinge cerca de 70 milhões de pessoas em todo o mundo sendo quase 2 milhões de casos em nosso país, e a obra que venho apresentar a vocês tem tudo a ver com o dia de hoje. 
    
    Animais em Movimento é um livro digital interativo de fácil manipulação, dinâmico e de compreensão simples. Muito interativo, mistura vídeos, ilustrações, textos, mímicas e língua de sinais, sendo o leitor guiado em sua aprendizagem por um ator que interage com o universo ilustrado. A maneira estimulante de descobrir os animais do mundo é o primeiro e-book em mímica e língua brasileira de sinais (disponível também nos idiomas espanhol, inglês e francês). Voltado para o público infantil a partir dos 2 anos de idade, é adaptado às crianças que possuem dificuldade de comunicação.  Disponível no ibookstore pelo preço de R$ 4,99, Pode ser baixado no iPad (necessita iOS 5) via aplicativo iBooks.

Clique AQUI para visualizar um vídeo sobre o livro


                                                                       


quarta-feira, 20 de março de 2013

Coletâna Sonhos & Pesadelos (Ed. APED)

   Pessoal, a APED está com uma novidade que é um sonho para quem sempre desejou ver algum de seus escritos publicados em livro. Até o dia 15 de abril a editora estará recebendo textos (formato Word) para participar da coletânea Sonhos (& Pesadelos). Serão 30 autores (maiores de idade) selecionados! A divulgação dos escolhidos sairá no dia 05 de maio e a publicação em Junho. Muito bacana, não? Então fica a dica: Caprichem na criatividade e façam uma boa correção ortográfica de seus contos. No mais, ficam meus votos de boa sorte!



Sensacional?! (CNA)


   Fãs e familiares foram apanhados de surpresa. Nessa última quarta-feira (05/03), Alexandre Magno Abrão – mais conhecido como chorão – foi encontrado morto em seu apartamento (SP). Em meio à tristeza, diversas homenagens foram prestadas ao ex-vocalista da banda Charlie Brown Jr, no entanto, a partida de chorão não foi marcada somente por preitos. Numa descarada falta de respeito, houve quem aproveitasse a oportunidade para realizar a pratica do humor negro: “Chorão troca Charlie Brown por Sepultura”.
   Essa frase percorreu as redes sociais e inclusive (por incrível que pareça) foi capa de jornal. Este último fato não causou-me tanto espanto, pois já não é nenhuma novidade nos depararmos com manchetes que atropelam o respeito em prol de uma margem de lucros mais positiva. O que realmente me impressionou foi a maneira como tomei conhecimento da capa em questão.
   Estava no interior de uma banca de jornal (dessas que costumam vender livros). Na ocasião, procurava por um título em especial. Fazia minha busca, sem me importar com o diálogo de um grupo de garotos que conversava em voz alta, até que um deles disparou: “– Se liga na capa desse jornal! Sensacional!”. Os risos subsequentes conduziram meus olhos até a parte da banca onde os jornais estavam situados e imediatamente localizei o alvo do comentário, contudo, meus olhos não foram capazes de identificar o tal “sensacional”.
   Acabei indo para casa sem encontrar o livro que procurava. Ao invés da obra, levei indagações. Será que a capa seria tão sensacional assim para o rapaz se o alvo da chacota fosse um parente dele? Quantos mais teriam achado sensacional essa frase de mau gosto? Certamente nenhum fã ou familiar de chorão.
   O humor negro costuma ser divertido para seus adeptos somente até o tiro não sair pela culatra. Quando isso acontece, aí a coisa muda de figura. Perde a graça como num verdadeiro passe de mágica.
   Creio que a palavra mais acertada para este tipo de matéria jornalística não seja exatamente a que o garoto dissera. Não. Definitivamente eu não diria “sensacional”, mas sim sensacionalismo

quarta-feira, 13 de março de 2013

Perdidos na Tradução (Ed. Belas-Letras)



    Olá pessoal! Já ouviram falar da obra “Perdidos na Tradução”? Trata-se de um livro que toca – através de comentários de um tradutor – os erros frequentes (alguns até absurdos) de traduções de filmes para a nossa língua. Esse lançamento também esta disponibilizando duas promoções bem divertida:  Numa delas é preciso descobrir qual é a capa do filme em questão, e a outra as pessoas tem de descobrir qual é o longa-metragem através de charadas e elementos que lembram o filme. Para participar das promoções é preciso curtir a fanpage, comentar o nome do filme em português e compartilhar a imagem. Vale lembrar que ao comprar o livro no SITE da editora, a pessoa ganha um marcador + frete grátis + um pôster de filme ( O Tubarão, Forrest Gump e O Exterminador do Futuro).



    Um título de filme mal traduzido tem o poder de amaldiçoar um perfeito romance e de provocar gargalhadas em um típico dramalhão. Não é preciso muita intimidade com a língua inglesa para perceber que as traduções para o português de muitos títulos do cinema americano não são nem um pouco fieis ou coerentes com os originais. Este livro é uma seleção de pérolas divertidamente comentadas pelo professor e tradutor Iuri Abreu. Aqui você vai perceber que, com a ajuda de um tradutor metido a poeta, todo filme pode virar uma comédia.



Título: Perdidos na Tradução
Autora: Iuri Abreu
ISBN: 
9788581740737
Número de páginas: 288
Preço: R$ 29,90

Site I Twitter I Facebook


sexta-feira, 8 de março de 2013

Tempos de Guerra (CNA)

www.zazzle.com.br 

   
   O Brasil é um país laico. Habitamos, portanto, um território sem religião oficial. A Constituição Federal nos garante ser inviolável a liberdade de consciência e de crença. Entretanto, possuir o direito de livre escolha religiosa (ou mesmo o direito de furtar-se dessa escolha) não tem sido suficiente para dar fim aos tempos de guerra no qual estamos vivendo.
   Cobertos pelo véu da ignorância, seres opressores hasteiam suas bandeiras, já municiados das farpas que irão disparar contra todos aqueles que não ostentam as mesmas cores a tremular no topo de seus respectivos mastros. Tais “criaturas” se julgam portadoras da verdade absoluta e estão sempre dispostas a falar, mas nunca se colocam na condição de ouvir. São “criaturas” surdas. Surdas pela vaidade e pela prepotência. Surdas pelo desrespeito e pelo desamor. Surdas... porém falantes.  
      Antes fossem somente estes a causar conflitos, todavia, o que se nota é uma multidão de “criaturas” oprimidas já cansadas de julgamentos e dispostas ao ferrenho contra ataque. Ergue-se então um cenário bélico do qual nenhum dos lados se mostra disposto a recuar, e, sob um confronto descabido, os tempos de guerra são mantidos pelas “criaturas”. Criaturas sim, mas não pelo fato de não serem batizadas – como pensam alguns – e sim pela deprimente falta de humanidade.  

O Espadachim de Carvão (Fantasy)




   Filho de um dos quatro deuses de Kurgala, Adapak vive com o pai em sua ilha sagrada, afastada e adorada pelas diferentes espécies do mundo. Lá, o jovem de pele absolutamente negra e olhos brancos cresceu com todo o conhecimento divino a seu dispor, mas consciente de que nunca poderia deixar sua morada.
   Ao completar dezenove anos, no entanto, isso muda.
 Testemunhando a ilha ser invadida por um misterioso grupo de assassinos, Adapak se vê forçado a fugir pela vida e se expor aos olhos do mundo pela primeira vez, aplicando seus conhecimentos e uma exótica técnica de combate na busca pela identidade daqueles que desejam a morte dos Deuses de Kurgala.






O Autor


   Affonso Solano trabalha como ilustrador e storyboarder para empresas como TV Globo, TV Record e agências de publicidade. É colunista do site Tech Tudo e co-criador do site Matando Robôs Gigantes, hoje incorporado ao grupo Jovem Nerd.






Selo Editorial Fantasy – Casa da Palavra
Autor: Affonso Solano
Título: O Espadachim de Carvão
ISBN: 9788577343348
Número de páginas: 256
Preço: R$34,90
Ano: 2013

Site I Twitter I Facebook

quarta-feira, 6 de março de 2013

As Pedras de Adão (Ed. Baraúna)


Brevemente, a Editora Baraúna lançará As Pedras de Adão - Os Sonatas, do autor Rondinelle Santos Boning.
Como matar alguém imortal?Essa é a duvida que aflige Adão. Uma criança com o desejo de crescer como outra qualquer, em um mundo dividido entre cobiça, ganância e poder. Alastor Morgentaw, um alquimista sábio e poderoso, mas que na obscuridade trazia com sigo o poder de dominar o mundo convenceu seus amigos alquimistas de que era o único preparado para testar uma nova criação que revolucionaria a sociedade da época: A Pedra Filosofal, capaz de transformar qualquer humano, em imortal.
Mas Alastor provou ser um traidor e após se tornar imortal, roubou a pedra, fugiu e partiu na premissa de voltar, acabar com todos e dominar o mundo. Sabendo que era impossível matá-lo, Andreais, a líder dos Alquimistas, resolve persuadir os deuses elementais, únicos guardiões dos poderes que seriam capazes de enfrentar Alastor. Ao passar do tempo e incapaz de sozinha derrotar tal vilão, Andreais confia ao filho, Adão, as pedras, uma carta confusa e um mapa. Entre amigos, traidores e sábios, Adão percebe que ele próprio é a única solução contra uma destruição iminente.


O Autor

  Rondinelle Santos Boning nasceu em Salvador, Bahia. Ainda bebê mudou-se para uma cidadezinha pacata, no interior do estado do Espírito Santo, onde reside atualmente. O jovem autor de 21 anos, sempre gostou de criar histórias fantásticas e mágicas e ainda criança, confeccionava pequenos livros que ele mesmo escrevia e os dava para amigos e familiares






Título: As Pedras de Adão - Os Sonatas
Autor:  Rondinelle Santos Boning
ISBN: 978-85-7923-644-0
Formato: 14 x 21 cm
Número de páginas: 
380
Preço: R$ 42,90
Preço no site da editora: R$ 39,00


Site I Blog I Twitter I Facebook   


Pré-Venda de lançamento (Ed. APED)

   Bom dia, leitores!
  Recentemente postei os lançamentos de fevereiro da APED, estão lembrados? Pois bem. A obra Insônia já se encontra em pré-venda com um preço promocional super bacana. Passa lá na loja virtual da editora pra conferir!  
















Site I Blog I Twitter I Facebook




















quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Um atleta para eternidade (CNA)




“A vida, muitas vezes, pode não ser fácil.
Mas quando você se curvar...
Que seja para pegar impulso
Para mais um novo desafio.”







   Essa frase associada à imagem de Oscar Pistorius, postada no dia 12 de janeiro de 2012, no meu blog literário, foi uma homenagem que fiz ao (se não maior) um dos maiores ícones de superação do esporte.
   Pistorius nasceu com uma deformação na parte inferior das pernas, fato que acarretou na amputação dos dois membros na altura dos joelhos quando ainda não havia completado sequer 1 ano de idade. Realidade esta que não o impossibilitou de se tornar um velocista, mais que isso, sua condição não foi capaz de impedi-lo de se tornar o primeiro campeão paralímpico a competir entre atletas sem limitações físicas. Para conseguir tal feito foi necessário superar não somente os desafios da pista de corrida. Também foi preciso combater – através de pesquisas – as acusações de que suas próteses de fibra de carbono lhe garantiam certa vantagem sobre os atletas aptos. Conseguir esse direito na justiça foi só mais um obstáculo superado pelo atleta que tornou-se famoso em todo o mundo pelas conquistas que contribuíram não somente para incentivar a superação de dificuldades, mas também para os avanços tecnológicos e uma notável ampliação na visibilidade para o esporte praticado por para-atletas. Sua vida pessoal, no entanto, preenchida por uma série de polêmicas e escândalos teve o acontecimento mais grave traçado na semana passada. O admirador de armas de fogo alvejou e matou a companheira de 3 meses de relacionamento, Reeva Steenkamp.
   A versão de que Oscar teria confundido a namorada com um invasor teve sua credibilidade contestada e investigações estão sendo feitas.
   Após 4 dias de audiência no tribunal de Pretória, na África do Sul,  o atleta teve seu pedido de fiança concedido e irá aguardar o julgamento em liberdade. Em meio a todo esse ocorrido, me foi questionado se eu manteria a imagem de Oscar Pristorius associada a minha frase de superação. Minha resposta foi a mais objetiva possível: Espero que a justiça seja feita, mas, independentemente de qual for o resultado do julgamento, que não se apague da memória das pessoas o histórico de um fenomenal atleta que parecia não conhecer o significado da palavra limitação. 

A arte sob a mira de atiradores de elite (CNA)


Em meio a um período de intolerância ostensiva que abrange todo o nosso globo terrestre, “atiradores de elite” aguardam por uma boa oportunidade de deflagrar um disparo letal contra tudo aquilo que diverge às suas predileções. Munidos com suas armas carregadas de balas calibre “críticas destrutivas”, estão sempre dispostos a derrubar perspectivas alheias.
Com rotineira habitualidade, a mira desses assassinos da diversidade – na tola e dispensável tentativa de impor suas preferências – alcançam a arte, alvejando-a com discursos ofensivos e desnecessários.
Através de uma rápida pesquisa pela web, qualquer um é capaz de verificar – sem a necessidade de grande esforço – o quão dura tem sido a crítica de algumas pessoas com relação aos gostos de outras. Comunmente vemos estilos musicais e gêneros literários sendo massivamente contestados sem o menor respeito com relação aos direitos do próximo. Os “atiradores” não se dão conta de que seja a arte exprimida pela Nona Sinfonia de Beethoven ou pelo Tchê tchê rê rê de Gustavo Lima, o fim é o mesmo: entreter seus adeptos. Portanto, a coexistência de ambas é perfeitamente aceitável.
De maneira alguma me coloco na condição de indivíduo avesso ao direito de opinião, mas até que ponto é aceitável essa contestação ofensiva que tem sido feita por uma parcela da sociedade? Não podemos naturalizar o inaceitável. A intolerância deve ser substituída pelo respeito, pois, de modo improvável, uma sociedade dividida em grupos guardará sempre as mesmas afinidades.  Diante de tal constatação, os “atiradores de elite” deveriam cessar fogo a fim de evitar a frustração de utilizar toda perigosa munição “crítica destrutiva” e, ainda assim, continuar a assistir a existência da diversidade de preferências.  Como costumam dizer por aí : “Cada um no seu quadrado!”

Santa Maria (CNA)

Fumaça, fogo, correria e corpos moribundos sobre o chão.  A madrugada do dia 27 de janeiro – em Santa Maria – marcou mais uma escandalosa tragédia para o repertório nacional.  As proporções ruidosas do descaso romperam as fronteiras de um país em choque e ganharam o mundo. Comoção e condolência foram semeadas por todos os lugares alcançados pelo estrondo da revoltante calamidade que impediu o regresso de mais de 230 jovens para seus respectivos lares.
Em cada ausência gerada, uma cratera irreparável nos corações de amigos, companheiros e familiares. Indivíduos que, mesmo atingidos pela dor, não se negaram a ganhar as ruas, munidos de cartazes e ecoando brados de revolta. É bem verdade que nenhuma punição imposta sob os responsáveis do ocorrido irá trazer a vida de volta aos moços e moças que se foram. Eles sabem disso. Mas o desejo de impedir que outras pessoas sejam vítimas do descaso, da corrupção e da imprudência, os impele a clamar por justiça. 
Combalida por mais um drama que certamente poderia ter sido evitado, uma nação inteira aguarda por punições adequadas à gravidade dos fatos. Não é concebível que boates, em condições similares ao da Kiss, permaneçam funcionando livremente, oferecendo novos riscos de morte em massa. Não é admissível que a economia em investimentos por parte de empresários pese mais que a segurança de seus clientes ou que indivíduos – pela simples razão de serem mais baratos – façam a aquisição de fogos de artifícios inadequados para o local onde serão utilizados.  
Quanto vale o livramento do arrependimento? Felizmente, não existe uma quantia capaz de comprá-lo, pois caso houvesse, fatalmente a fuga deste fardo também estaria passível de ser pechinchada, mas, como eu disse, felizmente não existe essa possibilidade.